sexta-feira, 1 de maio de 2009

Que distúrbio! A Inveja

Essa medíocre sociedade se incorpora a certos modelos que são extremamente abusáveis. O que é belo é aquilo que dá dinheiro. Ser bonito é andar na moda, usar aquele tênis lançamento do ano, ou aquele óculos com diamantes cravados. Ninguém olha para si mesmo, o próximo é mais importante (e como!). Têm pessoas que usam roupas para ficarem na moda, e não para serem a moda e ter seu próprio estilo. Ora, se uso algo na moda, estou sendo aceito na sociedade? Isso é verdade, para sermos aceitos, precisamos nos encaixar a certos padrões criados pela sociedade. Infelizmente, muitas pessoas intitulam outras coisas pelo rótulo. Ele pode até ser o “cartão-de-visitas” de uma pessoa, mas isso não quer dizer que o rótulo seja “a pessoa”. Conhecer o interior é fundamenta. Aquilo que é diferente denomina-se como algo estranho., causa constrangimentos e preconceitos. Como disse Luiz Gasparetto, “Enfrentar preconceitos é o preço que se paga por ser diferente”. E é verdade, preconceitos que geram violência, não só violência relacionada a crimes, bandidos e assaltos, mas aquela violência gerada pelo próprio homem, que fere sentimentos. A inveja é a maior delas. Fazer de tudo para se livrar dela é fundamental. Esse mundo distorcido tem muito o que mudar e desenvolver! Que distúrbio!

10 Comentários:

Luan A. Miolo disse...

Nessa sociedade podre que vivemos o rótulo e o que importa sim e vai demorar séculos pra isso mudar (se um dia mudar neh)
O-D-E-I-O gente clichê !

Abraço.

Jey disse...

Sabe, eu sou adolescente, e posso dizer que conviver com adolescentes e ser um deles é algo completamente horrivel, e você sabe disso.
Bem, eu estudo em escola particular, tenho as coisas que tenho e que quero porque trabalho. Ando na moda? Bem, eu não sei, mas sei que pra ser 'aceito' em certos lugares, de forma em geral, é necessário estar na moda, ter dinheiro, usar roupas legais, corte de cabelo fashion e outras coisas fúteis.
Bem, eu não faço nada disso! as vezes faço, mas nada demais.
Mas enfim, ao assunto: As pessoas hoje em dia tem muita inveja uma das outras, e isso é algo extremamente chato. Invejamos alguém por ter um celular mehor que o nosso, por ter um cabelo mais liso que o nosso, por morar no Centro da cidade enquanto nós moramos em bairro afastados... enfim, há um leque de opções da qual sentimos inveja.
Sentir inveja, querer ser igual e ter que adaptar-se à uma sociedade discriminosa nos afasta cada vez mais do nosso verdadeiro EU, que inconscientemente lutamos a cada dia para encontrálo.

Adorei o texto (:

Pablo disse...

Nos dias atuais, para você ser aceito você tem que andar na moda, ouvir o ritmo da moda e as vezes até se comportar como outras pessoas. Eu particularmente fujo de tudo isso, procuro ser eu mesmo, vestir o que gosto, ouvir o que gosto e ser eu mesmo. Ame quem me ama, f.... quem me odeia... acho que se as pessoas parassem de cultuar a mídia e cultuassem a si mesmos as coisas seriam bem diferentes !

http://toupeiracorreio.blogspot.com/

Luan F. Bittencourt disse...

Recentemente fiz uma redação com o tema semelhante a esse. Falei justamente desta inclusão à sociedade, em que você tem sempre que andar na moda, que o "corpo perfeito" é aquele (no caso do homem) bombado e (no caso da mulher) com seus seios enormes. Eu prefiro ser eu mesmo! Gostei muito do texto! ^^

Celma Araújo disse...

é verdade, nosso sistema impõe certas atitudes que apontam para o preconceito, revolta, complexos de inferioridades...pq uma maioria não tem como sustentar os estilos impostos pelo sistema que busca interesses capitalistas...E isso gera o que? td isso que vc citou.
bjos

Rosangela A. Santos disse...

Logo quando se ve uma pessoa com estio diferente, a maioria já a classifica.. isso é innevitavel.. !tribos são distinguidas pela aparencia .. se vc está assim faz parte do "meu grupo" se não fica dificil uma aproximação .. para realmente saber quem vc é...
isso é "noraml" hj em dia ... pois seguimos regras .. pra tudo tem regra.. não sei se um empresario iria ser respeitado usando jeans, camiseta, tenis e boné...
tb não acho isso legal.. mas não vejo no futuro que isso será mudado ... tomare que esteja errada..

Abç.

Anônimo disse...

Thiago,todo jovem segue uma moda,como vocês mesmo dizem super
tendência,isso é normal.Mas para alcançar o seu objetivo você tem que abrir mao de muitas coisas e uma delas é as roupas,tênis de marcas,as baladas,alguns prazeres da vida para você conseguir realizar o seu sonho.
Sonhe,sonhe bastante mas com os pés no chão, não deixe que as pessoas o tirem do seu foco porque a inveja está ´destruindo o ser humano. Cuidado para não confundir o que é errado com preconceito,pois hoje em dia tudo é normal,natural,ninguém tem respeito e limites,tá uma bagunça danada.Beijos,te amo,elisa.

mateusbonez disse...

Não ando atrás de moda. Acho q moda é a gente q faz, e carater tb. Não suporto pessoas pagas paus. Acho q porq uma vez eu achava q o mundo era lindo se vs andasse na pira das pessoas, dps q eu quebrei a cara, eu acordei e vi q se vs nao se amar, ninguem vai te amar pelo q vs é.
Adorei seu blog, temas fantásticos :D

http://tiomah.blogspot.com/

Talita Shimodaira disse...

É apenas a globalização perversa como diria um grande Professor de Geografia Brasileiro(eu esqueci o nome dele, mas, é apenas um detalhe). É bem fácil identificar essas pessoas, principalmente dentro das escolas, a forma como te olham e como pensam, é foda, mas, é só falar mais alto e colocar suas idéias na mesa, no final todos concordam mas nunca seriam capazes de lutar por isso, de abraçar realmente a causa. Ei, você escreve muito bem. *-* Gostei.

Alyane disse...

amei seu ponto de vista sobre isso e concordo em gênero, número e grau.Escreve magnificamente bem Thii!
beijos =*

AddThis

Share |