sábado, 31 de janeiro de 2009

Sentimento momentário

Eu gostaria de saber o por que da existência humana. Homens modificando o mundo, inveja ao redor. Não sei o motivo de tanta ganância. Nesses últimos dias vim refletindo muito, cabeça atormentada e sinceramente, muito confusa. Ao mesmo tempo que eu estou feliz, pensando estar vivendo a melhor fase da minha vida (sempre pensamos nisso), acontece alguma coisa. Um dia, um passeio legal com a família, amigos, namorada, cachorro, gato, seja quem for; outro nem se quer lhe dão atenção. O que fazer? Correr atrás? Disso eu já cansei. Faço de tudo para chamar atenção, e agradar, mas não recebo em troca o carinho e a atenção que gostaria. Posso até ser aquele menino mal amado, em que possui um grande défcit de sentimentos, mas de vez em quando receber um agrado de quem se gosta é muito empolgante e estimulante. Não sei o que fazer, me internar em um hospital para doidos, com um único motivo: de querer compreender as pessoas e não conseguir. Ou posso também abandonar todos, ficando sozinho, um verdadeiro egocentrismo. Não quero ficar sozinho, eu preciso de carinho, preciso de amor, preciso de união. Sem união, o que fazer? Descomprometimento com a vida, nada recipocro, falta de atenção perante os filhos, perante aos amigos, a namorada, seja quem for. Falta de viver. Perdendo os melhores momentos da vida, ao lado de quem gosta. Viver na redundância, esperando o que se quer bater em sua porta não é válido. Devemos correr atrás de nossos objetivos, mesmo que sejam objetivos futuros. Pensar: "aa, quando você crescer vou fazer isso e aquilo", é algo extremamente sem nexo, devemos a cada dia, lutar para conseguirmos o que queremos, só nós podemos fazer isso (por nós mesmos), mais ninguém.

Um simples bom dia, um bom abraço, ou uma palavra carinhosa, é disso que gostamos. Silêncio geram conflitos, gesto que tem um significado profundo. A falta de comunicação entre as pessoas se torna tudo mais difícil, "Quem tem boca vai à Roma". Jovens passam horas em frente ao computador, teclando em messengers, ao menos sem conhecer quem está do outro lado da tela, muitas vezes utilizando artifícios para se destacar e se mostrar especial. Chega na realidade, cara-a-cara, tudo muda. que se conversava no messenger não se conversa mais, a timidez pode ser algo presente, e que não é possível descartá-la.

Um banho gelado tomado, idéias novas na cabeça para serem aqui escritas, mas o que se está subscrito é o essencial para expressar a minha verdadeira opinião e sentimento momentário. Pode ser que daqui uma hora, daqui um dia, um ano, uma década, um século eu já tenha conseguido entender a razão disso tudo, e venho novamente escrever o que eu descobri.

14 Comentários:

duh disse...

reciprocidade de sentimentos é tudo <3 adorei a abordagem desse assunto no texto.

Caio Gomes (CCG) disse...

legal, um post bem pensativo, e sua primeira pergunta foi a que eu mais gostei o porque da existencia humana
parabens pelo blog

http://rockexpressao.blogspot.com/

Katia disse...

Adoro blogs com textos que fazem pensar, vale ate apena ficar divulgando o meu pra acabar me deparando com textos assim, parabens ^^

mas posso dar um pitaco ??

aumenta o tamanho da letra ? ta muito piquitita *_* e o texto e bom

abrçs =D

Elisia Bass disse...

sentimento monetário-> é um bom conteúdo, é uma reflexão das boas.. e para as perguntas eu tenho a resposta:
Jesus. melhor dizendo a falta de Jesus, ^^.
abraço!


http://caminhosdabio.blogspot.com/

Pretty, Bruna disse...

Nossa, eu tenho a mesma coisa! De repente me vem esses pensamentos que tuh disse aí. Chega uma hora que a internet é vazia, é chata. Você quer sair com amigos, e ao mesmo tempo teme esses amigos. Critica mentalmente, faz mau juízo deles. Pelo menos eu. Daí, qdo saio com eles, vem aquela calma e o pensamento "como posso ficar sem isso?" Querer q o tmepo pare. Mas ele não pára. E a gnt tem q aprender com ele, cabeça erguida, momentos bons ou ruins, alegres ou tristes.
Ótimo texto, parabéns, marquei aki numa folhinha duas palavras q vão entrar no meu vocabulário: défcit e recípocro! \o bjo.

Hackers! disse...

Seentimento...
palavra bem forte, é como o vento vc não vê, vc senti!!
paarabens pelo blog sucessos

Ananda disse...

Concordo em grau, número e gênero com você.
Não sou muito de sair, prefiro ficar aqui no pc ou então ler um bom livro, mas nem por isso eu deixo de lado as pessoas que estão a minha volta. Adoro abraçar, fazer carinho, falar palavras carinhosas, nem sempre sou "correspondida" mas nem tudo na vida é como a gente quer e nem por isso eu deixo de ser assim.
:]


http://opniaoinutil.blogspot.com/

Henrique Junqueira disse...

Realmente este texto faz a gente pensar...vale a pena fazer posts como essa...Continue assim!E tu eh Mineiro=eu ein?UAI Sô!!!!

http://culturarock10.blogspot.com/

Tainá disse...

Querido após ler três posts do seu blog e ter gostado do seu pensamento(me identifico com eles). Ganhei o selo "OLHA QUE BLOG MANEIRO" e indiquei seu nome ;) passa no meu para pegar seu prêmio muito mais que merecido. Beijos e Parabéns

www.garota-utopia.blogspot.com

tiu disse...

'

eu sei oq se passa.
eu tbmnhe sinto isso de vez em quando.
e sei que preciso fazer novas amizades. conhecer pessoas novas.

Mr. Ziggy disse...

Escrever sobre essas coisas é bom. Ajuda a colocar as idéias no lugar. Abraço!

JCM disse...

Cara vc num tá louco não...

É que o ser humano ao mesmo tempo que pareçe simples, é complexo pra cacete, aposto que muitas vezes vc sequer conseguiu se compreender...

http://visaoatual-jcm.blogspot.com

aramis disse...

O mundo precisa é que as pessoas se amem, conversem para se entender. Curti o texto :}

Elisa disse...

"só nós podemos fazer por nós mesmos"-verdade. Nós pais queremos o melhor para nossos filhos,mas nem sempre o melhor para nós é o melhor para eles,por isso devemos conversar mais,pedir desculpas,um abraço,até mesmo ficar ao lado do filho calado,sei que é um pouco complicado,mas com amor,carinho,paciência e esperança,podemos viver melhor.
Sabe Thiago,nós pais, no caso eu(mamae) também temos nossas dúvidas,medos,raivas,sofrimentos que você na sua adolescência passa
totalmente despercebido.Gostaria que me desculpasse nas vezes que tentei acertar e errei,errei feio, e peço a Deus sabedoria para poder ser uma mãe melhor,talvez aquela que você sempre quiz tanto ter.
Eu sinto muito orgulho de ser sua mãe, eu te amo muito meu filho.
Seu blog é inteligente e vai ajudar muitas pessoas, parabéns e
sucesso!!! beijos, Elisa.

AddThis

Share |